MOL atraca no TCP com recorde de produtividade

06/07/2016No Comments

Navio MOL Londrina atinge 41 MPH por equipamento portuário, segunda melhor marca de 2016

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, registrou uma das melhores marcas de produtividade de 2016 ao atingir, na semana de 20 a 24 de junho, 41 MPH (movimento por hora) por equipamento portuário. A marca foi observada em um navio MOL Londrina, do armador com sede em Hong Kong  MOL Liner, que opera mais de 100 porta-contêineres.

O MOL Londrina tem 300 metros de comprimento, 45 metros de boca e capacidade para transportar 7 mil TEUs (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés). “Esta excelente produtividade foi possível devido a diversos fatores, como os modernos equipamentos que o Terminal dispõe, a ótima distribuição dos contêineres realizada pela MOL e a logística de pátio da TCP, que permite uma operação mais ágil”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

O novo layout do Terminal – que acaba de construir um novo armazém e disponibilizar uma tenda utilizada para cargas de exportação -, bem como a ampliação da frota de caminhões e carretas, também contribuíram para o recorde. “Nos últimos quatro anos a TCP investiu mais de R$ 400 milhões para a ampliação do cais de atracação e compra de equipamentos. Além disso, o Terminal ampliou a frota de veículos, passando a contar com 64 caminhões e 67 carretas”, destaca.

Moraes e Silva afirma que o retorno das operações da MOL à Paranaguá se deve à reestruturação na linha marítima Ipanema, que atende os países da Ásia. “No final de 2015 o Terminal ampliou o atendimento aos navios que utilizam a rota, aumentando o número de escalas semanais para 14 escalas ao todo, o que nos tornou o terminal com o maior número de escalas do Brasil. Isso oferece mais agilidade logística e operacional para importadores e exportadores, reduzindo consideravelmente o transit time de mercadorias”.

Em 2016, a melhor marca de produtividade da TCP por equipamento foi em maio, quando o Terminal registrou 42,5 MPH.

email

Leia Também:

  1. Portonave bate recorde sul-americano de produtividade operacional
  2. Terminal do Complexo Portuário do Itajaí bate recorde de produtividade
  3. APM Itajaí quebra novo recorde de produtividade dentro do mês
  4. Tecon Vila do Conde tem novo recorde de produtividade
  5. APM Terminals Itajaí bate recorde de produtividade

Deixe uma resposta


6 + = 14