TCP obtém aprovação final de plano de investimentos de R$ 1,1 bilhão

26/04/2016No Comments

Ministro da Secretária dos Portos (SEP) da Presidência da República assina aditivo de prorrogação antecipada, mediante investimento, da concessão do Terminal até 2048

Paranaguá (PR), 13 de Abril de 2016 - A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, segundo maior da América do Sul –, acaba de obter a aprovação final, por parte da Secretaria dos Portos (SEP) da Presidência da República, de um plano de investimentos de R$ 1,1 bilhão. O programa faz parte da proposta de renovação antecipada, mediante investimento, do contrato de arrendamento do Terminal por mais 25 anos a partir de 2024, nos termos do novo marco regulatório do setor portuário. O aditivo contratual foi assinado hoje, 13 de abril de 2016, pelo Ministro da Secretaria dos Portos Helder Barbalho, na presença da presidente Dilma Rousseff.

Na primeira fase do projeto, que será concluída até o final de 2018, serão investidos R$ 540 milhões na ampliação e adequação do Terminal, incluindo a expansão do cais de atracação, que ganhará mais 220 metros, passando a contar com 1.099 metros de extensão; a construção de dolphins exclusivos para a atracação de navios que fazem o transporte de veículos; e a ampliação da retroárea do terminal, que hoje conta com 320 mil m2 e que será ampliada para cerca de 500 mil m2.

Ao final do período a TCP ampliará a sua capacidade, dos atuais 1,5 milhão de TEUs, para 2,5 milhões de TEUs. Com a ampliação, o Terminal estará preparado para o crescimento da demanda de exportações e importações em sua área de abrangência – Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Santa Catarina e Paraguai – pelos próximos 35 anos.

“Nos últimos quatro anos investimos cerca de R$ 400 milhões na ampliação e modernização da TCP, praticamente dobrando sua capacidade para 1,5 milhão de TEUs e incrementando sensivelmente a produtividade”, afirma Luiz Antonio Alves, CEO da empresa. Com isso, além de oferecer melhores serviços para exportadores e importadores e elevar o Terminal ao nível dos melhores do mundo, a TCP se preparou para suportar o crescimento da demanda até 2024.

“Com os novos investimentos estamos indo um passo além, nos adiantando às tendências do mercado de transporte de cargas, onde os navios são cada vez maiores. A nova ampliação do cais permitirá a TCP receber, simultaneamente, até três dos maiores navios que fazem o comercio internacional”, destaca Alves, reforçando o compromisso da empresa em aumentar sua produtividade. “Fizemos a produtividade do Terminal crescer mais de 150% em apenas alguns anos, atingindo a média de 85 mph [movimentos por hora] por navio. Com o novo projeto, queremos ampliar ainda mais nossa produtividade, uma vez que isto representa melhores serviços e custos menores para os usuários do terminal”.

Mercado

Além dos investimentos nos próximos três anos, o Terminal também assumiu compromisso de investir mais R$ 550 milhões nos próximos 35 anos. “São recursos que tem como objetivo manter a TCP constantemente atualizado para atender as necessidades do setor produtivo em um mercado extremamente exigente e disputado”, explica Alves, lembrando que o Terminal está inserido na mais competitiva área de terminais de contêineres do Brasil, entre o PR e SC, onde estão instalados cinco terminais de contêineres públicos e privados.

“Estamos no chamado Cluster Sul Brasileiro, que apresenta maior nível de competitividade e exige dos terminais fortes investimentos com o objetivo de atender ao crescimento da demanda com serviços de alta qualidade e buscar mais eficiência”.

email

Leia Também:

  1. TCP anuncia plano de investimento de R$ 1,1 bilhão
  2. Plano de Aviação Regional prevê investimentos em 270 aeroportos
  3. Suape recebe bem Plano de investimentos no setor portuário
  4. Terminal da ALL obtém licença de operação
  5. SEP prorroga investimentos de R$ 5 bilhões em terminais

Deixe uma resposta


6 − 5 =