Setor Portuário começa 2016 anunciando investimentos de R$ 2 bi

12/01/2016No Comments

O setor portuário caminha na contramão da crise e começa este ano atraindo mais recursos privados. Neste mês de janeiro, três empresas anunciam investimentos de quase R$ 2 bilhões em novos terminais privados: em São Luís (MA), o grupo WTorre vai investir R$ 780 milhões; em Aracruz (ES), a Nutripetro vai pôr R$ 279 milhões; e em Candeias (BA), a Bahia Terminais fará o maior projeto, de R$ 850 milhões. Em tempo de dinheiro curto, esses recursos são saudados pelo governo federal como um alívio.

O primeiro investimento do mês na área portuária foi formalizado nesta quarta-feira (06.01) na Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP). O estado do Maranhão vai ganhar seu quarto Terminal de Uso Privado (TUP). A unidade, que vai funcionar em São Luís, será operado pela WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais – do grupo WTorre – e demandará investimentos de aproximadamente R$ 780 milhões. O ministro da Secretaria de Portos, Helder Barbalho, assinou nesta quarta-feira o contrato autorizando a construção e exploração do mais novo TUP do estado.

“Nesse momento estamos autorizando investimentos da ordem de R$ 780 milhões, investimentos privados, que permite à WTorre, através de um terminal de uso privado, incrementar a movimentação de carga da região em 24 milhões de toneladas em diversos perfis de operação portuária”, disse o ministro. “Isso vem ao encontro da estratégia do Governo Federal de garantir, espalhado pelo território nacional, a maior competitividade e ampliação de oferta aos demandantes da movimentação de carga para escoar a produção.”

O novo terminal terá prazo de implantação de 3 anos, prorrogável por igual período, a critério da SEP. A futura unidade portuária será erguida em uma área de 2,190 milhões de metros quadrados e terá capacidade de movimentação de granel líquido, sólido e carga geral de até 24,8 milhões de toneladas por ano.

“São investimentos que vão gerar emprego, renda e o fortalecimento econômico do Maranhão e dessa região do nosso país”, afirmou o ministro. “Essa é a primeira agenda. Ainda este mês, vamos liberar outros investimentos em terminais privados”.

O contrato tem vigência de 25 (vinte e cinco) anos, contados da data da assinatura, e é prorrogável por períodos sucessivos, como previsto na Lei dos Portos (Lei n.º 12.815), de 2013.

De acordo com o presidente da WTorre, Walter Torre, esse porto está gerando grande interesse nas grandes empresas. “Vamos exportar por um preço 40% abaixo do que o grão está saindo hoje”, contou ele. E comentou sobre a assinatura do contrato: “Essas assinaturas representam pelo menos 5 mil empregos diretos, 5 mil famílias que terão outro destino”.

OUTRAS INFORMAÇÕES:

 

  • Há a previsão de investimentos no setor portuário do Estado do Maranhão de R$ 1,782 bilhão nos próximos anos;
  • São investimentos em arrendamentos, prorrogações de contratos e terminais de uso privado (TUPs);
  • Em arrendamento, há 7 (sete) áreas a serem licitadas nos blocos 2 e demais que vão requerer investimentos de R$ 810,61 milhões;
  • Em prorrogações contratuais, há 3 (três) processos em andamento que representam novos investimentos de R$ 191,1 milhões;
  • Há ainda quatro solicitações já concedidas para instalação de Terminal de Uso Privado (TUP) no estado.
QUADRO RESUMO

 

TIPO DE INVESTIMENTO  VALORES  CAPACIDADE ADICIONAL
 Arrendamentos futuros  R$ 810,61 milhões  6,7 milhões de ton/ano (estimada)
 Prorrogações contratuais  R$ 191,10 milhões  1 milhão de ton/ano (estimada)
 TUPs  R$ 780,29 milhões  24,8 milhões de ton/ano
 TOTAL DOS INVESTIMENTO MA  R$ 1,782 bilhão  32,5 milhões de ton/ano
DEMAIS TUPs:
ESPÍRITO SANTO – Terminal de Uso Privado em Aracruz, no estado do Espírito Santo, a ser operado pela Nutripetro S.A.. Esse contrato autoriza investimento de aproximadamente R$ 279 milhões em um TUP de apoio offshore para movimentação de carga geral e granel líquido, com capacidade de movimentação de até 1,2 milhão de metros cúbicos por ano.
BAHIA – O TUP da Bahia será um investimento de R$ 850 milhões a ser feito pela Bahia Terminais S.A. no município de Candeias. O futuro terminal terá capacidade de movimentar 3,615 milhões de toneladas por ano de carga geral. O TUP será construído em uma área de cerca de 286,7 mil metros quadrados e terá prazo de implantação de 3 anos, prorrogável por igual período, a critério da SEP. Fonte: SEP

 

email

Leia Também:

  1. Rio terá R$ 6,9 bilhões em investimentos no setor portuário nos próximos anos
  2. Para Antaq, novo marco regulatório vai destravar investimentos no setor portuário
  3. Setor portuário deve receber investimentos de até R$ 36 bi em três anos
  4. Setor portuário prepara-se para uma nova fase de investimentos
  5. InfraPortos: Expectativa de novo ciclo de investimentos aquece setor portuário

Deixe uma resposta


5 − 5 =