Portonave tem alta de 37% na movimentação de contêineres no primeiro trimestre

20/04/2016No Comments

A Portonave se consolida em um cenário competitivo e lidera a movimentação de contêineres em Santa Catarina, estado com tradição portuária. Responsável por 54,5% da participação de mercado catarinense – segundo fonte Datamar (jan-fev/2016) – o Terminal Portuário de Navegantes movimentou, no primeiro trimestre de 2016, 202.582 TEUS (medida que equivale a contêiner de 20 pés) – um crescimento de 37% se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram movimentados 147.680 TEUS.

O Terminal concluiu na última semana o processo de eletrificação dos RTGs, substituindo o diesel por energia elétrica na operação dos seus 18 guindastes de pátio (Reprodução)

O Terminal concluiu na última semana o processo de eletrificação dos RTGs, substituindo o diesel por energia elétrica na operação dos seus 18 guindastes de pátio (Reprodução)

Os números são resultado da conquista de novos parceiros comerciais no segundo semestre de 2015: seis novas linhas marítimas passaram a operar no Terminal, o que aumentou a oferta de transporte para mercadorias importadas e exportadas – com destaque para as carnes congeladas e a madeira. O crescimento se deu também em virtude do início de operação de uma linha de cabotagem – a Log-In – que começou a operar no Terminal no segundo semestre de 2015.

Além disso, os resultados positivos resultam de elevados investimentos tanto em tecnologia quanto em infraestrutura e equipamentos, aliados à expertise dos colaboradores da Portonave. Em agosto de 20015, a Companhia finalizou a obra de expansão, dobrando a capacidade de armazenagem de contêineres do terminal – que hoje é o maior em área no Estado – de 15 mil para 30 mil TEUs. O Terminal concluiu na última semana o processo de eletrificação dos RTGs, substituindo o diesel por energia elétrica na operação dos seus 18 guindastes de pátio. A troca vai proporcionar uma redução de 62% no consumo de diesel no Terminal e 98% nas emissões de CO² deste tipo de equipamento.

A Iceport – Câmara frigorífica que pertence à Portonave – registrou um estoque médio de 89% neste primeiro trimestre de 2016. A movimentação na Câmara foi de 117.839 toneladas. Os principais produtos estocados na câmara são batata frita e carnes congeladas.

 Produtividade em alta

A produtividade é um indicador que a Portonave vem se destacando e melhorando os seus números. Além de deter o recorde sul-americano, com 270,4 mph (movimentos por hora), desde outubro de 2014, o Terminal alcançou no primeiro trimestre de 2016 a média de 111,6 mph por navio e 37,3 mph por guindaste.

Maior movimentação por escala

Nos dias 3 e 4 foi realizada a maior movimentação por escala na Portonave durante a operação do navio CMA CGM CONGO, do Serviço Ásia, com 2.908 movimentos. Além do número de contêineres, destaque para a alta produtividade: 176,2 mph. Leia matéria original em Portos e Mercados

email

Leia Também:

  1. Wilson Sons amplia movimentação no primeiro trimestre
  2. Movimentação de contêineres em Navegantes cresce 7,5% no primeiro quadrimestre
  3. Movimentação de cargas no Amazonas aumenta quase 11% no primeiro trimestre
  4. Movimentação de cargas nos Portos do Paraná cresce 15% no primeiro trimestre
  5. Agronegócio representa 1/3 das exportações no primeiro trimestre

Deixe uma resposta


7 − 5 =