Porto de Imbituba atrai investimentos de US$ 4 bilhões

11/04/2016No Comments

Ao quebrar mais uma vez o próprio recorde de movimentações de carga, com 504.860 toneladas em março, o Porto de Imbitubaalavanca a economia da região e chama a atenção de investidores. De olho no potencial marítimo e territorial da cidade, a multinacional norueguesa Proso Managment assinou essa semana com o governo do Estado um acordo de cooperação técnica para dar início aos estudos de  instalação de uma fábrica de contêineres para transporte de gás natural liquefeito (GNL). Se concretizado, o negócio terá investimento de US$ 4 bilhões.

A intenção é instalar a empresa na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do município, em pelo menos 19 dos 104 hectares disponíveis e gerando 3 mil empregos. Porém, a ZPE ainda não está em funcionamento, e um dos entraves seria a necessidade de um plano diretor, exigência do governo federal. Dentro do propósito de porto que recebe cargas de diferentes naturezas, trabalhar com o gás trará novos nichos de mercado.

Porto busca a diversificação de cargas para manter o crescimento Foto: Caio Marcelo / Especial

Porto busca a diversificação de cargas para manter o crescimento
Foto: Caio Marcelo / Especial

— Nos preparamos para o mercado com o aprofundamento do canal de acesso ao porto e demais melhorias. Mesmo com a queda na movimentação de contêineres, continuamos trabalhando com outras cargas. Apostamos na estratégia de não colocar todos os ovos na mesma cesta. Por isso, fortalecemos a estratégia de porto multipropósito — explica o presidente do Porto de Imbituba, Rogério Pupo.

Atualmente, a distribuição de gás para a indústria no Estado é feita pela Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás) através do gasoduto Brasil – Bolívia. Com nove pontos disponíveis, o abastecimento se restringe aos locais mais próximos dessas estruturas. O presidente da SCGás, Cósme Polêse, vê com bons olhos a possibilidade de um terminal de GNL no Estado.

— O projeto nos interessa para fazermos a compra do gás. Se conseguirmos implementar uma logística dessa natureza no Porto de Imbituba, por meio do empreendedor interessado, teremos antecipação do atendimento de mercados, já que hoje somente temos condições de levar o gás vaporizado pela gasoduto, deixando de atender algumas regiões — explica Polêse.

Ao final de 2012, quando o Estado assumiu a gestão do porto através de SC Par, o crescimento no volume de cargas tem andado lado a lado com os números da economia da cidade. Geração de emprego, aumento na receita e lotação do Distrito Industrial são alguns dos fatores que refletem o bom momento vivido pela cidade.

— Se olharmos pelo ponto de vista do emprego, é a menina da dos olhos do Governo do Estado. O distrito industrial tem nove empresas esperando para se instalar. Há muito tempo a gente diz ¿se o porto vai bem, a cidade vai bem¿. O pilar principal do nosso crescimento hoje é o porto, em segundo o turismo — explica o presidente da Associação Empresarial de Imbituba (ACIM), Jaime Pacheco Alves.

No acumulado de 2015, apenas seis municípios com mais de 30 mil habitantes tiveram saldo positivo no emprego formal em Santa Catarina. Em primeiro ficou Imbituba, com 285 vagas, segundo relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Esse dado, segundo o prefeito Jaison Cardoso de Souza, é reflexo de uma economia plural.

— Temos a condição de diversificar a nossa economia, é um grande trunfo que Imbituba tem. Temos as belezas naturais para o turismo de lazer da alta temporada, o comércio e a indústria em crescimento e o porto, que tem atraído várias empresas — explica.

Às margens da BR-101, o Distrito Industrial já tem todos os lotes vendidos. Até o final do ano mais cinco empresas devem se instalar, gerando cerca de 400 empregos. Leia matéria original em Diário Catarinense

email

Leia Também:

  1. Porto de Imbituba bate recorde em fevereiro
  2. Porto de Imbituba é pauta de reunião na Acit
  3. Porto de Imbituba promove reunião da Câmara de Logística
  4. Porto de Imbituba inicia obras de dragagem de aprofundamento
  5. Companhia Docas de Imbituba completa 90 anos

Deixe uma resposta


− 7 = 1