Novos diretores da Companhia Docas tomam posse

23/09/2015No Comments

Os dois novos diretores da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) começaram a exercer suas funções na tarde de segunda-feira(21). Ambos participaram de uma reunião com os demais dirigentes da empresa, em que falaram sobre as expectativas e os desafios no Porto de Santos. Os dois executivos foram nomeados para os cargos na última sexta-feira(18), pelo Conselho de Administração (Consad) da empresa, em reunião extraordinária.

Francisco José Adriano (à esq.) e Cleveland Sampaio Lofrano (à dir,) tomaram posse na segunda-feira (21) Foto: Divulgação CODESP

Francisco José Adriano (à esq.) e Cleveland Sampaio Lofrano (à dir,) tomaram posse na segunda-feira (21) Foto: Divulgação CODESP

Francisco José Adriano assumiu a função de diretor de Relações com o Mercado e a Comunidade, que era ocupada pelo engenheiro José Manoel Gatto dos Santos. Ele tem 48 anos e é funcionário de carreira da Docas há 28 anos. Possui especialização em Comércio Exterior, Gestão Ambiental e Segurança do Trabalho.

Adriano era o responsável pela gerência de Meio Ambiente da Codesp. Por ser administrador de empresas e funcionário de carreira da Docas há 29 anos, a expectativa é de que a experiência no setor seja sua grande aliada na nova função.

“Assumo com o compromisso de contribuir com a companhia a partir de todo conhecimento adquirido ao longo de minha carreira, em uma área que certamente demanda uma atenção especial no trato com o setor portuário e com a comunidade de uma forma mais ampla”, destacou o novo diretor, durante o ato de posse.

Cleveland Sampaio Lofrano ocupou o cargo de diretor de Operações Logísticas, substituindo Luís Claudio Santana Montenegro. Engenheiro civil especializado em transportes, ele tem 62 anos e é mestre em Engenharia de Transportes. Atuou no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit),no Ministério dos Transportes e na extinta Empresa de Portos do Brasil S/A (Portobras), além da Companhia Brasileira de Projetos e Obras (CBPO).

 “Trata-se de um grande desafio participar da administração do principal complexo portuário do País”, comentou Lofrano, garantido que a experiência que detém na área certamente aumentará sua contribuição para o desenvolvimento ainda maior do complexo marítimo.

Projetos como a implantação do Sistema de Gerenciamento de Informações do Tráfego de Embarcações (em inglês, Vessel Traffic Management Information System ou VTMIS) e a elaboração do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do cais santista ficarão sob a responsabilidade de Lofrano. As medidas que serão adotadas pela Autoridade Portuária para evitar congestionamentos nos acessos ao cais santista também serão tratadas por esta diretoria.

Integração

Na primeira reunião da nova diretoria-executiva da Codesp, na tarde de segunda-feira(21), os novos executivos receberam as primeiras orientações.

De acordo com o diretor-presidente Angelino Caputo e Oliveira, Adriano e Lofrano substituem “interlocutores importantíssimos” e a ideia é que eles sejam integrados à equipe com a maior agilidade possível, tendo em vista as mudanças administrativas que foram implantadas no início deste mês na estatal.

“Quanto mais rápido a gente trouxer os dois para esta missão, mais rápido a gente consegue retomar a velocidade. Não espero que perca velocidade nesse processo”, destacou o presidente da Codesp.

O executivo preferiu não comentar sobre as indicações políticas que motivaram a escolha dos dois novos diretores da estatal. Adriano foi proposto ao cargo pelo deputado federal Marcelo Squassoni (PRB), que tem base em Guarujá. Já Lofrano foi indicado ao cargo de diretor de Operações Logísticas pelos deputados Milton Monti (PR) e Nelson Marquezelli (PTB). Fonte: A Tribuna de Santos

email

Leia Também:

  1. Companhia Docas de Imbituba completa 90 anos
  2. Companhia Docas ganha na Justiça direito por Imbituba
  3. Nova diretoria toma posse na CDRJ
  4. Justiça nega pedido de Docas para continuar a administrar Imbituba
  5. Ex-diretores da Codesp e representante de terminal são condenados à prisão

Deixe uma resposta


9 + 8 =