CEVA mantém ritmo favorável no 1º trimestre de 2016

15/05/2016No Comments

O EBITDA de US$ 36 milhões em Contratos Logísticos reflete um aumento de 11,4% em moeda constante em relação ao mesmo período no ano anterior.

Hoofddorp, Holanda, 05 de maio de 2016 – A CEVA Holdings LLC, uma das líderes globais em gestão da cadeia de suprimentos não baseada em ativos, divulgou os resultados do primeiro trimestre de 2016, encerrado em 31 de março de 2016.

Conforme explica o CEO da CEVA, Xavier Urbain, o ano de 2016 continua a tendência que começou em 2015. As turbulências do mercado ainda afetam todos os players do setor. “Mesmo assim, apesar deste clima, os volumes de transporte aéreo e marítimo da CEVA aumentaram 1,5% e 1%, respectivamente. Também mantemos ímpeto favorável através do nosso foco contínuo na produtividade e melhorias em compras tanto nas áreas de gerenciamento de fretes quanto em contratos logísticos, continuando a fortalecer a participação na rota comercial transpacífica”, informa.

Segundo ele, o modelo operacional de sucesso está implementado de forma consistente em toda a empresa e a CEVA encontra-se em uma posição única para apoiar clientes globais de todos os portes para atender suas metas de negócios. “Diversas soluções complexas foram instaladas com sucesso no 1º trimestre. Além disso, lançamos um programa de transformação de nossas operações nos EUA, incluindo negócios de transporte terrestre”, ressalta.

Gerenciamento de Fretes

Divulgação CEVA

Divulgação CEVA

O EBITDA de US$ 10 milhões da área de Gerenciamento de Fretes reflete um crescimento em relação ao mesmo período no ano anterior de 57,1% em moeda constante, apoiado pela forte atividade da rota comercial tendo a China como origem ou destino como um importante fator contribuinte. A margem de receita líquida da linha de negócios foi de 30,7%, um aumento de 3,9% em relação ao mesmo período de 2015, impulsionado predominantemente pela otimização proativa das iniciativas de compras que ao final beneficiaram as taxas de venda do cliente e a lucratividade da CEVA.

Em face de um mercado fraco, o volume de transporte aéreo aumentou 1,5% em relação ao mesmo período no ano anterior, acima de um 1º trimestre muito forte em 2015, que foi devido a um congestionamento de portos na Costa Oeste dos EUA. Um foco mais forte de vendas em campo levou a uma série de negócios fechados com pequenas e médias empresas, incluindo rotas comerciais da Europa para a Ásia ou da América Latina para a Europa.

“Continuamos a trabalhar com a redução da demanda do mercado de transporte marítimo através do nosso foco na otimização de rota comercial, onde estamos vendo o primeiro sucesso com o aumento do volume de carga marítima em torno de 1,0% em relação ao mesmo período no ano anterior. Em particular, o Extremo Oriente no sentido Oeste (Ásia-Europa) e rotas comerciais Intra-Ásia apresentaram bom desempenho no 1º trimestre. Embora as dificuldades persistam, mantemos foco permanente no crescimento e otimização do nosso negócio de carga LCL e introduzimos vários novos serviços de consolidação de carga LCL, resultando em melhoria de processos e dos tempos de trânsito para os clientes”, completa o executivo.

A área de transporte terrestre da CEVA lançou, recentemente, um programa de transformação nos EUA, um dos principais mercados de transporte terrestre e uma região chave para a empresa. Uma iniciativa transfronteiriça entre Ásia e Pacífico também foi implantada para alavancar melhor a presença local, tanto para serviço de carga LTL como FTL. Os projetos logísticos também continuam a ser uma área com crescimento significativo, com recentes negócios fechados com importantes líderes do setor.

Contratos Logísticos

O EBITDA da área de Contratos Logísticos de US$ 36 milhões contempla um incremento em relação ao mesmo período no ano anterior de 11,4% em moeda constante. Este aumento foi impulsionado por ganhos em alienações e melhor utilização de espaço/produtividade no segmento de armazenagem. Com base em uma abrangente revisão de benchmarking de operações globais realizada em 2015, o setor de pós-venda automotivas e os subsetores de pneumáticos foram as primeiras áreas a implementar melhorias de produtividade e processos no 1º trimestre, e outros setores estão fazendo o mesmo agora.

“Nossa metodologia e expertise de zero defeito no início da operação permitiu a implantação bem sucedida de uma série de novos processos no 1º trimestre. As soluções CEVA para cadeia de suprimentos continuaram a ganhar força com novas e importantes vitórias comerciais nos setores automotivo, farmacêutico e consumo & varejo”, finaliza.

email

Leia Também:

  1. CEVA apresentará expertise em logística integrada na Intermodal 2016
  2. Exportações de café atingem 8,712 milhões de sacas no primeiro trimestre de 2016
  3. CEVA Logistics fará o transporte marítimo de equipamentos da Petrobras
  4. Lucro líquido da Santos Brasil cresce 70,4% no 1º trimestre
  5. Agronegócio representa 1/3 das exportações no primeiro trimestre

Deixe uma resposta


8 + 2 =