Amcham lidera pleito empresarial visando agilizar processo aduaneiro no complexo de Suape

28/05/2016No Comments

Documento sugere a transferência física de todos os órgãos aduaneiros, unificando vistorias e entrega de documentos reduzindo a concentração de cargas

A Amcham entregou em maio ao vice-presidente do Complexo Portuário e Industrial de Suape, Bernardo D’Almeida, uma lista com sugestões práticas da iniciativa privada sobre ações de desburocratização e agilidade na vistoria de cargas no Porto. O documento faz parte do programa Mais Competitividade Brasil da Amcham, lançado no dia 15/4 em São Paulo. Em Pernambuco, o programa teve sua primeira ação prática em Suape, com a entrega de pleito empresarial com contribuições visando agilizar o processo aduaneiro no principal porto do Estado.

Atualmente, o processo portuário exige apresentação de diversos documentos a múltiplos órgãos anuentes em locais diferentes, gerando atrasos na saída dos veículos, aumento de custos para empresas e uma extensa retenção de caminhões no Posto Fiscal, abrindo espaço para comercialização ilegal e frequentes casos de furtos de cargas.

Unificação dos postos

De forma prática, o documento elaborado pela Amcham sugere a transferência física de todos os órgãos anuentes para um único local, unificado a vistoria de cargas e a entrega de documentos, reduzindo assim a concentração de mercadorias no posto fiscal. Com isso, todos os órgãos fariam a fiscalização em um mesmo momento, atribuindo maior celeridade e eficiência ao despacho aduaneiro e aos processos administrativos para a liberação de cargas.

De acordo com o documento, o excesso de tempo na fiscalização é causado majoritariamente pela localização atual do Posto Fiscal do Porto de Suape, distante dos demais órgãos fiscalizadores. “A distância física do posto provoca uma retenção desnecessária de veículos em um trecho da via da saída do Porto, aumentando a incidência de furtos de carga e diminuindo a segurança dos motoristas. Todos esses fatores contribuem para um aumento de custos para as empresas”, aponta a carta elaborada pela Câmara Americana.

O pleito foi construído dentro das reuniões do comitê estratégico de Logística da Amcham Recife, liderado por Fernando Castelão, diretor de Logística do Grupo Moura. O grupo da Amcham, composto por executivos e diretores de empresas com atuação no Estado, realiza reuniões mensais focadas no compartilhamento de casos de sucesso em prol da maior competitividade e produtividade da atividade logística nas companhias.

Agenda do +Competitividade Brasil

O programa Mais Competitividade Brasil da Amcham promoverá capacitações, forças-tarefa e estudos técnicos visando estimular ganhos de produtividade e a maior inserção das empresas brasileiras na economia global. Mais de 51 eventos já estão previstas em 14 cidades brasileiras já neste ano. Leia materia original em Segs

email

Leia Também:

  1. RS: Vice-governador conhece o Complexo Portuário de Suape, em Recife
  2. Complexo de Suape investirá mais de R$ 8 milhões em estradas
  3. Receita Federal realiza 2º Fórum Aduaneiro
  4. Porto Mauá tem boa estrutura de controle aduaneiro
  5. FedEx opera terminal de cargas em Suape

Deixe uma resposta


6 + 9 =